O Clube

Memorial do Sport. Da luta vem a vitória!

Sport Recife um Clube Clássico no FIFA.com

Memorial do Sport. Da luta vem a vitória!

Tudo sobre 1987

Memorial do Sport. Da luta vem a vitória!

Dossiê: Sport elite de fato!

Memorial do Sport. Da luta vem a vitória!

Brasileirão Petrobras 2013

Memorial do Sport. Da luta vem a vitória!

27 de nov de 2011

Parabéns Sport Recife! O Leão Voltou!!! Série A 2012!!!

7 de nov de 2011

CBF define retorno de Copa Nordeste para 2013 apenas


Torneio pedido pelos torcedores da região, a Copa Nordeste já tem data para voltar. Durante reunião acontecida na última quinta, mas com decisão divulgada apenas neste sábado, a Confederação Brasileira de Futebol revelou que a competição retornará ao calendário do futebol nacional apenas em 2013.

Segundo a entidade máxima, o Nordestão não pode voltar na próxima temporada, devido a problemas de logística, como fiscalização nos estádios, direitos de televisionamento e o número de equipes participantes.

A CBF informou, ainda, que, na próxima quarta, haverá uma nova assembleia, na sede da entidade, quando será oficializada a inclusão da Copa Nordeste para os próximos oito anos e não está descartada a inclusão de outras competições regionais.


3 de nov de 2011

Sport investe em 'centro de treinamento dos sonhos'

O Leão está reformando o seu CT. Objetivo é garantir estrutura de 1º mundo



Por Lula Moraes
Recife


Jogadores do Sport terão melhores condições para
treinar (Foto: Lula Moraes/GloboEsporte.com)

Quando os principais clubes do mundo resolveram entrar na era moderna do futebol, no final da década de 1980 e início de 1990, eles começaram a construir centros de treinamentos com mordomias e alta tecnologia para suas estrelas internacionais.
Tudo pela tranquilidade e a alta performance. Este ano, o Sport começa a dar seus passos para fazer parte deste grupo.
Os jornalistas que compareceram ao antigo centro de treinamento do Intercontinental, na cidade de Paulista, Região Metropolitana do Recife, tiveram uma surpresa. No CT, que pertence ao Sport desde agosto de 2008 e custou R$ 2 milhões à administração de Milton Bivar, os cinco campos e seus gramados delicadamente cuidados agora dividem o cenário com edificações em construção, sinalizando que uma nova era pode estar por vir.
Inicialmente, um dormitório para 80 atletas das categorias de base está sendo finalizado. Serão vinte quartos, com dois beliches cada. Ar condicionado, televisão à cabo, internet e outras mordomias serão distribuídas nos 16 metros quadrados de cada aposento.
Ao lado, um espaço para musculação e vestiário para garotada. Início de fevereiro, as jovens promessas do Sport deverão se mudar para os 14 hectares do centro de treinamento rubro-negro.



Dormitório do CT do Sport terá 80 quartos (Foto: Divulgação/Sport)
 
- Isso aqui será um celeiro de craques. Nós cansamos de comprar jovens promessas de outros clubes. Queremos criar os nossos. Assim, começaremos a girar dinheiro para o Sport com a venda desses atletas - explicou o gerente do centro de treinamento, Camilo Lellis.

Obras devem ser concluídas no final
do ano que vem (Foto: Divulgação/Sport)

Toda a estrutura citada acima será repetida para os profissionais, com uma diferença. Em vez de quatro atletas em um quarto, apenas duas camas para uma dupla.
No centro do terreno, um refeitório, também previsto para início de fevereiro, com capacidade para 88 pessoas.
Estão previstos um centro administrativo, com uma sala de imprensa e estacionamento, uma guarita e o asfaltamento dos dois quilômetros entre a BR-101 e o centro de treinamento José de Andrade Medicis.
O investimento será de R$ 16 milhões até o final de 2012, tempo limite para a entrega do novo CT. Vinte por cento das obra estão concluídas. As primeiras ações começaram em agosto de 2010, mas só em julho deste ano é que o projeto ganhou fôlego.
- Estamos nos modernizando, visando a tranquilidade, segurança e melhor rendimento do time profissional. Quem não avançar, irá parar no tempo - disse Camilo Lellis.

De olho nas Copas

Com a conclusão das obras em 2012, o Centro de Treinamento Sport estará apto à receber as seleções que passem por Pernambuco na Copa das Confederações de 2013 - caso o estado seja confirmado como sede da competição.
 A Copa de 2014 também está na rota rubro-negra. Como Pernambuco receberá cinco jogos no Mundial, a direção do Sport espera abrigar uma das 32 equipes que irão disputar a Copa.






















O 'responsável' pela compra do CT
Daniel Paulista, o 'Eldorado' do Sport
(Foto: Divulgação/Sport)

O dinheiro usado para compra do terreno onde fica o Centro de Treinamento do Sport foi proveniente da venda do meio-campo Daniel Paulista, em 2008.
À época, o jogador foi negociado com o Rapid Bucareste da Romênia por R$ 2 milhões.
No clube romeno, Daniel ficou 10 meses sem receber salários, conseguiu na Fifa o direito de se desvincular do clube e no ano seguinte acertou seu retorno ao Sport.


Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/sport/noticia/2011/10/sport-investe-em-centro-de-treinamento-dos-sonhos.html

O Sport é maior em torcida em Pernambuco pelo Instituto Plural

A pesquisa da vez: Pernambuco
qua, 21/09/11
por Vinicius Paiva |
Detalhamento da pesquisa:
Localidade: Estado de Pernambuco
Instituto: Plural Pesquisas
Amostra: 1200 entrevistados, entre 02 e 06 de abril de 2011
Margem de erro: 2,8 p.p.

"Se existe um estado do Nordeste com características peculiares no que se refere à configuração de suas torcidas, este seria Pernambuco. Longe de pertencer ao grupo dos “estados blindados” – RJ, SP e RS, onde a torcida por “forasteiros” não ultrapassa os 5%. Mas se a maioria dos nordestinos enaltece as forças que vem do sul (especificamente clubes cariocas ou paulistas), o mesmo não se verifica em Pernambuco. Por lá, os times locais é que ocupam 3 das 4 primeiras colocações no ranking. Ainda que percam força à medida com que se distanciam da região metropolitana do Recife. Vejamos:

Como podemos ver, a maioria da população pernambucana se divide entre o Sport (26%) e o Santa Cruz (16%). A partir de então, verificamos boa diferença até Flamengo (3º colocado, 8% dos entrevistados), Náutico e Corinthians (7% cada). Palmeiras e São Paulo (4%, ambos) completam os clubes com representação significativa no estado. Se ainda listarmos Vasco e Santos (cada qual com 1%), os clubes de fora totalizam 25% da preferência dos pernambucanos. Um número expressivo, sem sombra de dúvidas. Mas que ainda assim é inferior ao percentual do primeiro colocado.
Analisando as outras variáveis da pesquisa (sexo, faixa etária, escolaridade e renda), podemos chegar a outras conclusões interessantes. Entre os homens, o predomínio dos clubes de Pernambuco é ainda mais flagrante. Apesar de o Flamengo crescer um pouco, o Náutico o supera, saindo de 7% para 10% e assumindo a terceira colocação. O mesmo não se aplica quando nos referimos à idade dos torcedores. Quanto mais jovem, mais rubro-negros no estado: o Sport sobe para 33% da preferência daqueles entre 16 e 24 anos. Mas Flamengo e Corinthians vem junto, atingindo 10% dos entrevistados nesta faixa. O Santa mantem a vice-liderança, mas desaba para 12%, ameaçado pelos dois times de maior torcida no Brasil. E o Náutico também cai acentuadamente: apenas 4% entre os mais jovens.
No tocante ao grau de instrução, chama atenção o fato de 46% dos entrevistados com menor escolaridade não torcerem por time algum – o que faz despencar os percentuais de todos eles. Entre aqueles com maior instrução, novamente o “trio de ferro” do Recife se destaca: Sport 32%, Santa Cruz 18%, Náutico 11%. Corinthians e Flamengo perdem torcedores e surgem com apenas 5%. Sob a ótica da renda, infelizmente a pesquisa não analisa faixas acima de 2 salários-mínimos. Assim, famílias de baixa renda são agrupadas junto às mais ricas, prejudicando a análise. Contudo, é explícito o crescimento do Náutico entre os mais ricos (14%), reforçando o poder aquisitivo de seus torcedores.
Cabe ressaltar que os resultados desta pesquisa estão em linha com outra, elaborada pelo Instituto Mauricio de Nassau em agosto de 2009: http://bit.ly/nIORwQ . De acordo com esta última, o ranking seria: Sport (26,4%), Santa Cruz (15,7%), Náutico (8%), Flamengo (6,8%), Corinthians (4,8%), Palmeiras (3,8%) e São Paulo (3,7%). Os percentuais são bastante parecidos, e as variações entre uma e outra pesquisa podem perfeitamente ser atribuídas a questões relacionadas à margem de erro.
Mas não para por aí. O instituto Plural destrinchou ainda o perfil de Pernambuco por mesorregiões – algo bastante esclarecedor para se compreender de onde vem determinadas forças. Vamos a elas:
  
Lembram-se dos “estados blindados” citados no início da coluna? Pois bem, se a região metropolitana do Recife fosse um estado, seria um deles. Por lá, os times de fora simplesmente não tem vez – Flamengo e Corinthians atingem míseros 1%. Sport (40%), Santa Cruz (23%) e Náutico (11%) ditam a moda pela capital. O trio também é maioria na região da Mata Pernambucana – limítrofe à RM. Entretanto, a força dos três se reduz, abrindo espaço para um “perigo” que vem do sul, especificamente de São Paulo: o Corinthians. Já com 6% da Mata Pernambucana, o alvinegro ultrapassa Náutico e Flamengo e demonstra por que é o maioral na região que vem a seguir, o Agreste. Por lá, é Fiel na cabeça (15%), seguida de perto pelo Sport (14%).
Nas duas últimas regiões, as torcidas se apresentam como no resto do Nordeste. Sendo assim, não se pode pensar em outra que não a do Flamengo. Os rubro-negros do Rio dominam o Sertão Pernambucano (26%), seguidos pelo Corinthians (14%). Mas é na região do São Francisco que a Nação atropela: nada menos que 50% dos entrevistados, um recorde. São Paulo (8%) e Palmeiras (7%) ultrapassam o Corinthians (5%), e o Vasco se iguala a um enfraquecido Sport (4%).
De todo o exposto, concluímos que o Sport é a verdadeira potência em Pernambuco. A concentração de sua torcida no entorno da região metropolitana faz agregar valor à marca, pois cerca de 2/3 do PIB estadual se concentra por lá. O mesmo se aplica – em menor escala – à torcida do Santa Cruz, que ainda se beneficia de uma fidelidade impressionante, considerando os péssimos resultados de um clube que disputa apenas a série D. O Náutico surge como time da elite, mas se torna um traço estatístico em 2 das 5 regiões do estado. Flamengo e Corinthians disputam com o Timbu o 3º posto na preferência dos pernambucanos, e tendem a crescer à medida com que conquistam hordas de novos torcedores. Apesar disto, ambos prevalecem em regiões pouco abastadas do estado. O desafio é descobrir os caminhos que levam ao coração do torcedor do Recife.

Um grande abraço e saudações!"

Campeonato Brasileiro Série A